Feriado em Monsenhor João Alexandre | Cláudio, Minas Gerais | Dica de lugar com cachoeiras

14:02:00

E ai pessoas, tudo bom?

15 de junho, foi feriado de Corpus Christi e eu aproveitei para fazer uma pequena viagem até o distrito de Monsenhor João Alexandre, em Cláudio, há 139,9km de BH.

Monsenhor João Alexandre é um distrito que faz parte da cidade de Cláudio. O lugar é conhecido também como Cachoeirinha e é bem pequeno. A entrada é um posto de gasolina, seguido por um restaurante, uma rua com algumas casinhas e a praça central onde encontramos a matriz de Santo Antônio, que por sinal é bem bonita.


Como é de costume em cidades do interior, o povo é meio desconfiado. Quando você chega eles te obeservam, mas são muito receptivos. Sempre te cumprimentam com um bom dia, boa tarde e boa noite e adoram falar sobre a cidade, da familia e dos tempos antigos. 

Eu fui com os meus pais e minha irmã. Chegamos por volta das 7:40 e já tinha algumas pessoas na rua, sentadas nos banquinhos e batendo um bom papo. Apesar de ser bem pequena e ter poucos habitantes, você sempre vai encontrar uma turminha de idosos no barzinho em frente a praça, nos banquinhos, na porta das casas, além de muitos cachorros.

Fomos tomar café na padaria, que também é em frente a praça. Lá é tudo baratinho. O café e o pão de queijo são apenas 1 real cada. Eu comi um pastel de carne, tomei um toddynho e levei um pão de queijo pra mais tarde. 

Depois do café, fomos para uma região ali perto onde há várias fazendas e sítios. 










Nessa região tem a famosa Prainha que reúne vários turistas. Como fomos em época de frio, não havia ninguém lá, o que foi ótimo, pois pude tirar muitas fotos. 
A Prainha tem esse nome por ser um rio com areia a sua volta, lembrando uma praia mesmo. 


Meu pai achando que é o Rei do Mato

Além disso, a plantação do local é constituída por muitos bambus. Os bambus formam uma oca linda e eu fiquei encantada ao ver. Parece uma sala grande e dá até pra acampar lá dentro. 
Falando em acampamento, muitas pessoas vão até lá para acampar. Eu achei demais a ideia e já quero voltar. 

Almoçamos em Monsenhor mesmo que é uns 3 minutos de onde estávamos. Fomos em um restaurante que fica no próprio posto de gasolina, no início do distrito. Lá o almoço é 13 reais (self service sem balança) e o cardápio é simples, mas a comida é boa. Eu comi arroz, feijão, macarrão com molho de tomate, batata frita, salada e pedi filé de frango como opção de carne. Uma dica que eu dou é chegar no horário do almoço, por volta do 12h. Chegamos mais tarde e quase não tinha comida. 


Aproveitamos que estávamos no distrito de novo e fomos até a uma cachoeira que fica depois da pracinha central. Por ser um mês de poucas chuvas, a cachoeira não estava tão cheia, mas ainda sim é muito linda. Em altas temporadas ela reúne muitos visitantes, mas no não havia ninguém. Em frente a ela há um bar que serve petiscos e bebidas, uma ótima pedida pra quem quiser sair para descansar e refrescar. 



Voltando a infância. Haha
Toda bloguerinha minha mãe.

Eu achei essa árvore incrível. Ela chama Manaca da Serra.

Depois disso, resolvemos ir embora e durante o trajeto paramos na parada Pingo de Ouro. Tanto ela, como uma outra parada indo para Monsenhor, tem um pastel maravilhoso. Ele é grande e vem com muito recheio. Uma delicia. 



Enfim, esse foi o meu feriado. Aproveitei bastante. Poderia ter aproveitado mais se tivesse calor, porque daria para entrar na cachoeira ou na Prainha. Mas mesmo assim foi bom. 

Quem não tiver ideia do que fazer em um feriado ou fim de semana, essa é uma ótima opção. Fica a dica para seu próximo fim de semana.

E ai, gostaram do post? Já conheci o lugar? Deixem nos comentários sugestões de viagens legais como essa. 

Tem vídeo no canal sobre a viagem. Vale pena assistir. É bem rapidinho. Clique qui.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Twitter

Subscribe